fbpx

Tecnologia ajuda a reduzir consumo de água nas indústrias

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

No Brasil, uma tecnologia já disponível para o segmento industrial – e também utilizada por fabricantes de máquinas e equipamentos de setores como mineração, transporte, construção e petróleo e gás – vem permitindo que companhias reduzam em até 50% o consumo de água em sua linha de produção.

Conhecido como UC System, da Ultra Clean Brasil, o sistema realiza a limpeza a seco e em segundos de tubulações a partir do lançamento de projéteis especiais de espuma. Estes projéteis removem e recuperam produtos acabados parados nas tubulações, eliminam contaminantes e biofilme microbiano, e garantem aos fabricantes dos mais diversos segmentos economia de tempo, de sanitizantes, de produtos químicos e, principalmente, de consumo de água.

A tecnologia é uma resposta à urgente necessidade do segmento industrial repensar sua forma de consumir água durante a fabricação dos mais diversos itens. Segundo levantamento da Unesco (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura), o aumento da demanda de água na indústria deve totalizar 400% entre os anos 2000 e 2050 nos países em desenvolvimento, puxados por Brasil, Rússia, Índia, Indonésia, China e África do Sul.

Ainda de acordo com a organização, 56% de toda água doce hoje captada no planeta se torna água residual, ou seja, esgoto ou efluente industrial ou agrícola. Os números, que constam no Relatório Mundial das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento de Recursos Hídricos, versões 2015 e 2017, evidenciam que as indústrias precisam adotar medidas urgentes para combater o desperdício e alcançar um uso mais eficiente da água.

“Todos podem fazer a sua parte para alcançarmos a meta do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável, que visa reduzir pela metade a proporção de águas residuais não tratadas e aumentar a reutilização de água potável até 2030”, enfatiza Guy Ryder, presidente do UN Water (ONU Água, em tradução livre) e diretor-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT). “Tudo gira em torno de gerir e reutilizar cuidadosamente a água que passa pelas nossas casas, fábricas, fazendas e cidades”.

Para apresentar ao mercado os benefícios do sistema UC System, a Ultra Clean Brasil acaba de lançar nas mídias sociais os vídeos “Doutor Ultra Clean Brasil”, que detalham a solução para as indústrias de processos (www.youtube.com/watch?v=qNbegqv4Ttk) e de sistemas hidráulicos (www.youtube.com/watch?v=Pieew12ee0g).

Confira abaixo os vídeos:


Link para o relatório da Unesco. As informações contidas neste texto são dos relatórios 2015 e 2017: http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/natural-sciences/environment/wwdr/


 

Acesse a ultima edição da Analytica

Ultimas Notícias

Linha SafePack do Grupo Polar mantem estabilidade sob temperaturas extremas por muito mais tempo

Novas tecnologias, que foram apresentadas na 24 ª FCE Pharma, foram desenvolvidas para manter e garantir estabilidade sob temperaturas extremas por muito mais tempo  

15ª edição da Analitica Latin America traz Rodada de Negócios: espaço reservado para a efetivação de negócios

Reprodução de Analitica Latin America A Analitica Latin America, visando proporcionar mais oportunidades de negócios aos seus expositores, preparou uma novidade para esse ano. No

Revista Analytica: a revista do controle de qualidade industrial

Na edição simbólica de número 100 da Revista Analytica, trazemos dois grandes artigos para fornecer bases científicas para todos que atuam na área. No ramo

CTG Brasil investe mais de R$4 milhões em projeto para geração de biocombustível

Projeto sobre macrófitas, em parceria com o Senai, terá duração de três anos e receberá investimento de R$ 4,6 milhões   A CTG Brasil, segunda

Quase invisíveis: novas técnicas analíticas detectam contaminantes emergentes e perigosos

TEXTO LUIZ SUGIMOTO | FOTOS ANTONIO SCARPINETTI | EDIÇÃO DE IMAGEM LUIS PAULO SILVA  Imprensa UNICAMP Os contaminantes emergentes são assim chamados porque falta legislá-los,

Seções
Fechar Menu