fbpx

Prime Cargo completa 14 anos com soluções de logística de qualidade

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Para falarmos sobre a importância da qualidade na logística, precisamos falar sobre a importância do sistema de gestão da qualidade. 

A principal atividade do sistema de gestão da qualidade é gerar melhorias em seus produtos e serviços, garantindo a completa satisfação dos clientes e superando suas expectativas. 

A NBR ISO 9001, é uma das principais referências de qualidade para as empresas por orientar as empresas a focar seu trabalho na satisfação do cliente, na melhoria constante e no gerenciamento do processo. 

A atuação do farmacêutico é fundamental para que a empresa consiga atingir uma alta qualidade na prestação do serviço, com a realização de treinamentos aos colaboradores, qualificação de fornecedores e agentes de carga, controle de higiene e limpeza do local e dos veículos, controle de pragas e vetores, controle de temperatura e umidade do estoque e dos veículos, compatibilidade de cargas, garantindo a chegada ao usuário final, de produtos íntegros e com qualidade assegurada. 

A empresa deve dispor de uma boa infraestrutura para a guarda e armazenamento dos produtos, com área construída adequada que permita o monitoramento de temperatura e a conservação dos produtos, fatores relacionados diretamente é qualidade dos medicamentos e produtos para a saúde. 

A empresa deve cumprir as legislações vigentes para a distribuição e transporte de produtos farmacêuticos, cosméticos e produtos para a saúde conforme determinação da ANVISA, órgãos certificadores e vigilâncias sanitárias do município onde atua. 

A vontade da direção da empresa em desenvolver um planejamento a curto, médio e longo prazo, e o comprometimento dos seus gestores é fundamental para a implementação do SGS. 

Para aplicar a gestão da qualidade nos processos logísticos é necessário que os gestores entendam a necessidade de aprimorar os procedimentos de armazenagem e transporte, a  necessidade de qualificar a mão de obra, a implantação dos indicadores de desempenho que possibilitam validar a execução das tarefas e assegurar que estejam sendo cumpridas, possibilitando a tomada de decisões estratégicas e assertivas, a eficiência na gestão de estoque a fim de evitar processos ineficientes que geram desperdícios e prejuízos, o registro das informações permite que haja eficiência e agilidade na execução das atividades. 

Com o sistema de gestão da qualidade implementado, com a atuação direta do farmacêutico, com mão de obra qualificada e com o comprometimento dos gestores é possível garantir as boas práticas de armazenagem e distribuição de produtos farmacêuticos, cosméticos e produtos para a saúde. 

 

Tâmisa Da Silva Barbosa 

Farmacêutica/Coordenadora de Qualidade 

Acesse a ultima edição da Analytica

Ultimas Notícias

Seções
Fechar Menu