Metrologia no Brasil do século XIX: da implementação do sistema métrico francês a estruturação científico-filosófica no século XX

Introdução: No início do século XIX os padrões de medição em uso no Brasil foram herdados dos padrões eleitos e utilizados na Metrópole, Portugal, desde a emissão das Ordenações Manuelinas, no início do século XVI. Nesse documento o rei de Portugal, Dom Manuel, estabelece os processos de fundição, distribuição e utilização de padrões de massa e volume. Os padrões eleitos eram produzidos em fundições na Inglaterra e importados para a corte, de onde eram distribuídos para as principais cidades de Portugal, a exemplo de Lisboa e Porto.

O uso de tais mecanismos de controle da troca e aquisição de bens de consumo seguia diferentes tradições em outras vilas, sendo as metrópoles as principais responsáveis pela economia interna do reino – e por esse motivo fora estabelecido o cargo de supervisor, mesmo fiscal de uso de tais padrões em estabelecimentos comerciais formais, sendo eles as antigas quitandas ou mesmo as feiras de rua.

Autora: Patricia Moura


Acesse o artigo na íntegra:

Acesse a ultima edição da Analytica

Ultimas Notícias

Seções
Fechar Menu