Lançamento: novo medidor digital de ph no mercado

Permite aprimorar o processo de controle da qualidade

Lançado no mercado brasileiro pela Gehaka, tradicional empresa fabricante de instrumentos de medição e controle, o novo pHmetro  digital microprocessado modelo PG3000 é um instrumento de precisão específico para utilização em laboratórios, que combina a possibilidade de medir pH, milivoltagem, potencial redox (ORP) e temperatura de uma amostra no controle de qualidade da água, de diversos tipos de soluções, formulações, processamento de alimentos e de cosméticos, entre outros.

De acordo com Christian Kaufmann, diretor comercial da empresa, para medição de pH o instrumento opera na faixa de -2 a 20 pH com a divisão selecionável de uma a três casas decimais de pH em toda a faixa, sendo dotado também de compensação automática de temperatura na faixa de -10° a 120 °C, ou manual, bastando remover o sensor de medição de temperatura e digitar o valor da temperatura de trabalho desejada. As medidas de milivoltagem e oxidorredução ocorrem na faixa de leitura de -2.000 a +2.000 mV, com divisão de 0,1 mV.

O modelo PG 3000 tem proteção IP65 e display gráfico tipo OLED de alta resolução. De acordo com Kaufmann, essa característica oferece alto brilho e contraste, facilitando a leitura do instrumento em qualquer ambiente. A tela exibe os registros de medição em números grandes e legíveis, facilitando a rotina do laboratório.

Ela fornece características técnicas: “Com ícones específicos e um conjunto de fontes com grande nitidez, o display gráfico facilita a utilização do instrumento.  Já o teclado alfanumérico, sensível e de alta legibilidade, permite personalizar o instrumento e assim atingir os mais elevados níveis das boas práticas de laboratório – BPL. Com os atalhos simbolizados pelos ícones, é possível acionar as funções operacionais com facilidade e agilidade. O equipamento também permite registrar a identificação da amostra em teste e do usuário”.

De acordo com informações da empresa, “a eletrônica do PG3000 utiliza um conversor A/D de 24 bits operando em conjunto com um filtro e um amplificador de entrada de altíssima impedância, possibilitando grande precisão, repetitividade e estabilidade nas medidas, ajuste isopotencial e verificação do slope”.

Dispõe ainda de interfaces tipo USB para ligar o instrumento a um computador e tipo Serial RS232C para ligá-lo a uma impressora, podendo assim registrar as medições com maior confiabilidade e em tempo real. Se for utilizada uma impressora Gehaka modelo IG210, basta conectar o cabo de dados que este fornecerá também a energia para a sua operação.

Acesse a ultima edição da Analytica

Ultimas Notícias

Seções
Fechar Menu