fbpx

Laboratório de Inovação da Água chega ao Brasil para propor soluções aos desafios hídricos no país

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

• Primeira edição brasileira do programa canadense WIL – Water Innovation Lab será realizada de 04 a 10 de novembro, em São Paulo e em Embu-Guaçu, no interior do estado

• Além de atividades com foco na transferência de conhecimento, evento irá desafiar os participantes à inovação. Ao final, alguns projetos serão selecionados para receberem apoio

Cerca de 80 participantes, entre técnicos, estudantes e jovens pesquisadores da água, estarão reunidos entre os dias 4 e 10 de novembro em uma programação que terá início em São Paulo e vai até o município de Embu-Guaçu no espaço Aruanã, no interior do estado, com um desafio principal: criar inovações para responder aos desafios hídricos no Brasil. As atividades fazem parte do Laboratório de Inovação da Água (WIL – Water Innovation Lab, na sigla em inglês), iniciativa global da ONG canadense Waterlution, que será realizado no país pela primeira vez.

Com patrocínio da Dow Water & Process Solutions, IBM, Ambev, Grupo Europa e BRK Ambiental, a edição local tratará de temas como: conservação e reuso da água, recuperação das nascentes, inovações tecnológicas acessíveis e economia circular. A ideia do programa é acelerar o compartilhamento de conhecimento, criar habilidades de liderança e promover o desenvolvimento de soluções para os desafios da água no Brasil.

“Esta é uma experiência vivencial de aprendizagem, reflexão e criação voltada às questões da água com o objetivo de promover um ambiente de inovação e de mudanças nos padrões atuais”, explica Dawn Fleming, diretora da Cultura Curiosa e responsável pela curadoria do WIL Brasil. “Reunimos em cada Water Innovation Lab jovens talentos em uma agenda propositiva voltada às necessidades de cada país para compartilhar ideias e conhecimento com vistas ao desenvolvimento de projetos e iniciativas que resultem em soluções reais”, reforça Dawn.

Antes de definir a agenda do evento, a equipe da Waterlution realizou uma ampla pesquisa a fim de identificar as principais necessidades e dificuldades hídricas no Brasil. A programação incluirá então atividades vivenciais e de inovações, visitas técnicas às estações de tratamento de água e aos principais rios da cidade de São Paulo, e visitas comunitárias para conhecer intervenções acessíveis de economia circular, captação da água, modelos de cisternas, saneamento e biodigestores.

Cerca de 20 especialistas, selecionados entre os maiores nomes brasileiros em água e temas relacionados, foram nomeados mentores do WIL Brasil e terão a missão de incentivar a capacidade de liderança e o desenvolvimento dos participantes ao longo do evento. Profissionais como Carlos Henrique Falci, pesquisador e professor da Universidade Federal de Minas Gerais, Guilherme Castagna, mestre em Gerenciamento de Projetos pela Universidade de Nova Gales do Sul em Sydney na Austrália, Manuella Curti de Souza, pós-graduada pelo INSPER (Instituto de Ensino e Pesquisa) em Administração de Empresas e formada em Direito pela PUC/SP, e Marussia Whately, arquiteta e urbanista, especialista em Recursos Hídricos e Saneamento, estão entre os mentores confirmados do programa.

Os participantes também contarão com a orientação da equipe do Pluvi.On, empresa especializada na redução de impactos sociais e financeiros decorrentes de eventos climáticos extremos, e do grupo Rios& Ruas, iniciativa criada em 2010 pelo geógrafo Luiz de Campos Jr e pelo urbanista José Bueno para transformar a percepção das pessoas a respeito das realidades urbanas e revelar a presença desejável de rios e riachos soterrados vivos sob as cidades. Está prevista ainda a participação da Mirante Lab, uma agência representante do movimento Maker (ou, em português, “Faça você mesmo”), que deverá inspirar o desenvolvimento de soluções inovadoras voltadas à sustentabilidade.

Ao longo da programação, os jovens serão estimulados e orientados, inclusive com o apoio dos mentores, a criarem projetos para responder os desafios hídricos identificados. Esses projetos poderão ser aplicativos, pequenas empresas e até iniciativas junto à comunidade. Ao final das atividades, as ideias serão votadas pelos próprios participantes e mentores. As propostas selecionadas receberão incentivo e coach dos parceiros de negócios da ONG, a fim de se tornarem realidade.

Para o coordenador da Câmara Técnica de Reuso e Dessalinização da ABES (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental), Renato Ramos, que também é diretor Comercial da Dow Water&Process Solutions, a gestão da água é ainda o maior desafio hídrico no Brasil. “Precisamos criar uma cultura de conscientização já que muitas pessoas ainda não se deram conta de que esse é um recurso esgotável. Nesse sentido, nada melhor do que reunir pesquisadores e estudiosos da área para juntos pensarem em soluções e alternativas para evoluirmos nessa questão”, explica Ramos, um dos mentores do grupo.


Serviço:

Laboratório de Inovação da Água

Quando: de 4 a 10 de novembro de 2017, na cidade de Embu-Guaçu, no interior de São Paulo (fechado para participantes)

Mais informações no site https://waterlution.org/brasil/


 

Acesse a ultima edição da Analytica

Ultimas Notícias

Honeywell lança linha de filme de barreira termoformável para embalagens farmacêuticas no Brasil

Nova linha de filmes de barreira com custo mais efetivo atende às necessidades da indústria por produção e entrega mais rápidas.   — A Honeywell

Contra cross-linking de cápsulas gelatinosas, GELITA destaca linha de produtos RXL na FCE Pharma

Além de ampliar shelf life das cápsulas gelatinosas, tecnologias patenteadas anti cross-linking da GELITA garantem ação mais rápida de medicamentos e suplementos, maior estabilidade, ou

Energia renovável: especialistas debatem o futuro do petróleo e as melhores alternativas energéticas

Foto de capa: ©Fotolia, TimSiegert-batcam A dependência do desenvolvimento do mundo baseado nos combustíveis fósseis tem dias contados, segundo especialistas participantes do terceiro episódio do

Sustentabilidade e desenvolvimento: Braskem e Earth Animal ampliam uso de embalagens de Plástico Verde

Mais de 150 marcas no mundo já usam plástico de origem renovável em embalagens O plástico é hoje um dos principais agressores do meio ambiente:

24ª edição da FCE Cosmetique mostra ao mercado produtos veganos e protetor,criado a partir do DNA, para asiáticos

A próxima edição daFCE Cosmetique já começa na próxima terça-feira (21), e apresentará as principais tendências e lançamentos para os setores cosméticos e farmacêuticos, com

Seções
Fechar Menu