Isolamento de Staphylococcus spp. em cédulas e moedas de real de uso corrente

Resumo:

As cédulas e moedas monetárias são objetos de uso frequente, sua contaminação se dá através do contato interpessoal podendo causar posterior contaminação de outros objetos e alimentos caso seu manipulador não realize devidamente a higienização das mãos. Objetivou-se o isolamento e identificação de Staphylococcus presentes em amostras de cédulas e moedas oriundas de transportes coletivos da região metropolitana do Recife. Swabs umedecidos em BHI foram passados nas moedas e cédulas e colocados em tubos de ensaio contendo o mesmo meio e incubados. Após a incubação foram feitas diluições seriadas semeadas em Agar sangue. A identificação foi feita através das provas: catalase, coagulase, DNAse, resistência a novobiocina, susceptibilidade a polimixina B, utilização de carboidratos, degradação enzimática da uréia, redução de nitrato à nitrito, fermentação do manitol.  A susceptibilidade dos micro-organismos identificados foi avaliada pelo antibiograma. Foram identificados dezoito Staphylococcus sendo dezessete coagulase negativa cujas espécies foram S. epidermidis(8), S. hominis subesp. hominis(3), S. saprophyticus subesp. saprophyticus(2), S. saprophyticus subesp. bovis(1), S. sciuri subesp. sciuri(1) e S. haemolyticus(2). Uma amostra coagulase positiva foi identificada como S. intermedius. Quatro micro-organismos (22,2%) foram multirresistentes, nove foram resistentes à penicilina (50%) e oito (44,4%) se apresentaram sensíveis a todos os antibióticos. Esta contaminação pode ser atribuída à falta de higienização das mãos dos manipuladores de cédulas e moedas de real sendo necessária uma conscientização dos mesmos para que não ocorra contaminação de outros objetos e alimentos.

Palavras-chave: contaminação, Staphylococcus, cédulas e moedas


Abstract

Banknotes and coins objects are frequently used, its contamination occurs through interpersonal contact  and may cause further contamination of food and other objects if  handler does not properly perform hand hygiene. The objective of the isolation and identification of Staphylococcus present in samples of banknotes and coins coming from public transportation in the metropolitan area of Recife. Swabs moistened in BHI were passed in coins and bills and placed in test tubes containing the same medium and incubated. After incubation serial dilutions were made and plated on blood agar. The identification was made through the tests: catalase, coagulase, DNAse, novobiocin resistance, susceptibility to polymyxin B, carbohydrate utilization, enzymatic degradation of urea, nitrate reduction to nitrite, mannitol fermentation. The susceptibility of microorganisms identified was evaluated by antibiogram. Were identified 18 Staphylococcus. Seventeen were coagulase-negative species: S. epidermidis(8), S. hominis subesp. hominis(3), S. saprophyticus subesp. saprophyticus(2), S. saprophyticus subesp. bovis(1), S. sciuri subesp. sciuri(1) and S. haemolyticus(2). A coagulase positive sample was identified as S. intermedius. Four micro-organisms (22.2%) were multiresistant, nine were resistant to penicillin (50%) and eight (44.4%) were susceptible to all antibiotics. This contamination can be attributed to lack of hand hygiene of handlers of real bills and coins necessitating an awareness of them to avoid contamination of food and other objects.

Keywords: contamination, Staphylococcus, banknotes and coins


Autores: Elis Priscila Fernandes dos Santos, Evelyne Gomes Solidônio e Kêsia Xisto Fonseca Ribeiro de Sena


Confira aqui o artigo:

Acesse a ultima edição da Analytica

Ultimas Notícias

Seções
Fechar Menu