fbpx

Freitag Laboratórios revela mitos e verdades sobre o armazenamento de alimentos em frigoríficos e geladeiras

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Armazenar alimentos em frigoríficos e geladeiras de forma incorreta também pode causar contaminação. Quem explica é o Coordenador de Microbiologia do Freitag Laboratórios, Flávio Theilacker. O especialista afirma que microrganismos psicrófilos, responsáveis pela contaminação, crescem em baixas temperaturas, podendo se desenvolver nesse ambiente. “Para que isso não ocorra, eles devem estar armazenados devidamente e isolados uns dos outros. Se forem lacrados, fica mais difícil de acontecer”.

Segundo o coordenador do Freitag Laboratórios, caso a embalagem seja violada pode haver a chamada contaminação cruzada, ou seja, se um alimento estiver contaminado e entrar em contato com outro, ocasionará em uma nova contaminação.

Com isso, uma série de viroses e doenças podem ser acarretadas, como as DCAs (Doenças Causadas por Alimentos), que são ainda mais severas em pacientes imunocomprometidos, idosos e crianças.

Para evitar riscos, o Flávio Theilacker ressalta que que há uma regra para o armazenamento para cada tipo de alimento. No entanto, algumas medidas podem ser adotadas com todos eles. A primeira delas é respeitar as instruções contidas na embalagem do produto. “Por exemplo, produtos enlatados são armazenados em prateleiras e após aberto o armazenamento deve ser feito em local refrigerado”, explica.

No caso do armazenamento industrial, é preciso ter controle de temperatura. Geralmente a manipulação é feita com EPIs específicos. Já doméstico, quem faz a manipulação são os consumidores, que não têm conhecimento do que pode acarretar armazenar, ou manipular, os alimentos indevidamente.

O especialista do Freitag Laboratórios desmente o mito de que é prejudicial guardar alimentos ainda quentes no refrigerador. “Isso não afetará o alimento. O que ocorre é um gasto maior de energia, já que o refrigerador terá que trabalhar mais para esfriar o produto. Essa prática de guardar a comida ainda quente é muito recomendada, principalmente aqui no Brasil devido ao clima, pois as principais bactérias patogênicas se reproduzem em temperatura ambiente, ou seja, o quanto antes colocar o alimento para refrigerar mais seguro será”.

Outra polêmica quanto ao armazenamento de alimentos é a questão do desgelo. A Agência Espanhola de Consumo, Segurança Alimentar e Nutrição (AECOSAN), vinculada ao Ministério da Saúde, aponta que jamais se deve congelar novamente um alimento que foi descongelado, a menos que seja cozido antes de voltar a ser congelado. “Porém, ao meu ver essa técnica é recomendada somente em casos de extrema necessidade. O recomendado mesmo é armazenar os alimentos em pequenas porções em sacos/potes estéreis e descongelar somente o que será utilizado”, acrescenta Flávio.

Acesse a ultima edição da Analytica

Ultimas Notícias

Gelita apresenta amplo e diferenciado portfólio de gelatinas de aplicação industrial na FCE Pharma

A Gelita, a empresa líder mundial no fornecimento de proteínas de colágeno para diversos ramos da indústria, participou da FCE Pharma 2019 colocando à mostra

Tecnologia, qualidade e menor custo: conheça softwares da Merck que prometem mudar a lógica da indústria farmacêutica

Presente na FCE Pharma de 2019, a Merck trouxe inovações que prometem mudar o curso da indústria farmacêutica: aliando tecnologia, produção e custos. Com mudanças

Equipamento de gerenciamento integral da cadeia fria: conheça Polar Tracker, da o Grupo Polar

Em um país como o Brasil, que possui uma variedade de temperatura tão grande, é um desafio manter a eficácia do medicamento durante o transporte

Honeywell lança linha de filme de barreira termoformável para embalagens farmacêuticas no Brasil

Nova linha de filmes de barreira com custo mais efetivo atende às necessidades da indústria por produção e entrega mais rápidas.   — A Honeywell

Contra cross-linking de cápsulas gelatinosas, GELITA destaca linha de produtos RXL na FCE Pharma

Além de ampliar shelf life das cápsulas gelatinosas, tecnologias patenteadas anti cross-linking da GELITA garantem ação mais rápida de medicamentos e suplementos, maior estabilidade, ou

Seções
Fechar Menu