fbpx

Estudo feito no Centro de Pesquisa em Alimentos é premiado

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O doutorando Daniel Monte, do Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Alimentos da USP e vinculado ao Centro de Pesquisa em Alimentos (FoRC na sigla em inglês) – um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP –, ganhou o prêmio de melhor trabalho apresentado por um jovem pesquisador na forma de pôster no FoodMicro 2018, congresso da área de microbiologia de alimentos realizado em Berlim, Alemanha.

Trabalho sobre diversidade genética e resistência antimicrobiana de Salmonella, isolada de abatedouros de frangos no Brasil, foi escolhido o melhor em congresso na Alemanha (foto: arquivo pessoal)

 

Monte apresentou o trabalho The Changing Edipemology of Salmonella entérica: Distribution of Serotypes Among 2000 to 2016 in Brazil, resultado de seu doutorado orientado pela professora Mariza Landgraf, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, também integrante do FoRC, com apoio da FAPESP.

Monte estudou a diversidade genética, genes de virulência e resistência antimicrobiana da Salmonella spp. isolada de abatedouros de frangos no Brasil.

O sequenciamento do genoma de todas as cepas isoladas confirmou o predomínio da Salmonella Heidelberg sobre os demais sorotipos encontrados nas aves do Brasil, diferentemente do que ocorre em outros países, como os Estados Unidos.

Outro resultado importante e preocupante é que 100% delas apresentaram resistência aos antibióticos testados, demostrando a importância do estudo para a saúde pública e a necessidade do desenvolvimento de novas estratégias para eliminar esse patógeno nos abatedouros.

O FoodMicro é um evento bianual organizado pela International Commission on Food Microbiology and Hygiene (ICFMH), sempre em algum país da Europa. Em 2018, foram submetidos 530 resumos, sendo aceitos 461. Uma comissão de especialistas da ICFMH selecionou os cinco melhores e os finalistas foram avaliados durante o FoodMicro 2018. Os três primeiros colocados foram anunciados na sessão de encerramento do Congresso. O primeiro ganhou um prêmio no valor de € 500 e um certificado.

Há dois anos, no FoodMicro 2016, realizado na Irlanda, Monte ficou em terceiro lugar no prêmio jovem pesquisador.


Fonte: FAPESP

Acesse a ultima edição da Analytica

Ultimas Notícias

Gelita apresenta amplo e diferenciado portfólio de gelatinas de aplicação industrial na FCE Pharma

A Gelita, a empresa líder mundial no fornecimento de proteínas de colágeno para diversos ramos da indústria, participou da FCE Pharma 2019 colocando à mostra

Tecnologia, qualidade e menor custo: conheça softwares da Merck que prometem mudar a lógica da indústria farmacêutica

Presente na FCE Pharma de 2019, a Merck trouxe inovações que prometem mudar o curso da indústria farmacêutica: aliando tecnologia, produção e custos. Com mudanças

Equipamento de gerenciamento integral da cadeia fria: conheça Polar Tracker, da o Grupo Polar

Em um país como o Brasil, que possui uma variedade de temperatura tão grande, é um desafio manter a eficácia do medicamento durante o transporte

Honeywell lança linha de filme de barreira termoformável para embalagens farmacêuticas no Brasil

Nova linha de filmes de barreira com custo mais efetivo atende às necessidades da indústria por produção e entrega mais rápidas.   — A Honeywell

Contra cross-linking de cápsulas gelatinosas, GELITA destaca linha de produtos RXL na FCE Pharma

Além de ampliar shelf life das cápsulas gelatinosas, tecnologias patenteadas anti cross-linking da GELITA garantem ação mais rápida de medicamentos e suplementos, maior estabilidade, ou

Seções
Fechar Menu