fbpx

Como funciona a troca iônica? | Analytica 95

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

As resinas de troca iônica removem eficazmente os íons da água trocando-os por íons H+ e OH-. As resinas são grânulos inferiores a 1 mm, compostos por polímeros insolúveis de elevada carga com um número elevado de locais de forte troca iônica.

Como a troca iônica remove os íons da água 

Os íons na solução fixam-se às resinas, onde – em função das suas densidades de carga relativas (carga por volume) – competem pelos locais de troca.

As resinas de desionização são catiônicas ou aniônicas e trocam íons de hidrogênio por cations, por exemplo, sódio, cálcio e alumínio ou íons hidroxílicos por anions, por exemplo, cloretos, nitratos e sulfatos. O íon de hidrogênio da permuta do cation une-se ao íon hidroxílico da troca do anion para formar água pura.

As resinas de troca iônica estão disponíveis em cartuchos ou cilindros. São normalmente utilizadas durante um período de tempo e, são substituídas quando os cations e anions tiverem exaustos, ou seja, tiverem substituído a maior parte dos locais de H+ e OH- ativos nas resinas.


Vantagens e restrições

Vantagens:

  • Remove íons dissolvidos até 18,2 MΩ-cm, TOC < 1ppb
  • Regeneração por desionização utilizando ácidos e bases
  • Solução de purificação de água econômica

Restrições

  • Não remove eficazmente bactérias, matéria orgânica, partículas ou agentes pirogênicos
  • Capacidade finita – depois de ocupados todos os locais iônicos, os iões já não são retidos
  • As resinas regeneradas quimicamente podem produzir matéria orgânica e partículas
  • As resinas requerem a alimentação com de água pré-tratada de boa qualidade que seja eficaz e econômica

Para mais informações no e-mail: watertech.marcom.latam@veolia.com

Acesse a ultima edição da Analytica

Ultimas Notícias

Cora 100: espectrômetro portátil, rápido e compacto da linha Raman Cora

A Anton Paar apresenta o mais novo membro da família de espectrômetros Raman Cora: o espectrômetro Raman de mão Cora 100, rápido e compacto, é perfeitamente adequado para a

Colunas para cromatografia gasosa da Zebrom tem qualidade internacionalmente reconhecida

A Zebrom produz colunas para cromatografia gasosa (GC) desenvolvidas por cientistas especializados da Phenomenex com a melhor tecnologia do mercado. Como comprovação de sua eficiência, foi reconhecida com três prêmios

Linha SafePack do Grupo Polar mantem estabilidade sob temperaturas extremas por muito mais tempo

Novas tecnologias, que foram apresentadas na 24 ª FCE Pharma, foram desenvolvidas para manter e garantir estabilidade sob temperaturas extremas por muito mais tempo  

15ª edição da Analitica Latin America traz Rodada de Negócios: espaço reservado para a efetivação de negócios

Reprodução de Analitica Latin America A Analitica Latin America, visando proporcionar mais oportunidades de negócios aos seus expositores, preparou uma novidade para esse ano. No

Revista Analytica: a revista do controle de qualidade industrial

Na edição simbólica de número 100 da Revista Analytica, trazemos dois grandes artigos para fornecer bases científicas para todos que atuam na área. No ramo

Seções
Fechar Menu