fbpx

Brasil sedia, pela primeira vez, evento canadense para criar inovações da água

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Depois do Canadá, Escócia, Holanda, Índia e Portugal, chegou a vez de o Brasil sediar a primeira edição local do Laboratório de Inovação da Água (WIL – Water Innovation Lab, na sigla em inglês), uma iniciativa global da ONG canadense Waterlution.

O encontro, que irá reunir pesquisadores e empreendedores da água para pensar os desafios hídricos no país, será realizado entre os dias 4 e 10 de novembro, com uma programação que terá início em São Paulo e vai até o município de Embu-Guaçu, no interior do estado.

Serão cerca de 80 participantes, entre técnicos, pesquisadores e formadores de opinião, que ao longo de uma semana serão desafiados a propor soluções inovadoras relacionadas à conservação e reuso da água; recuperação das nascentes; novas tecnologias acessíveis; e economia circular.  Durante a semana, este grupo terá o apoio de mais de 20 mentores.  Ao final do programa, as inovações – que podem ser aplicativos, pequenas empresas e até trabalhos junto à comunidade – serão avaliadas coletivamente por estes mentores e pelos próprios participantes para definir quais delas receberão apoio da ONG Waterlution para acelerar seu desenvolvimento em 2018.

Mais informações nos sites https://waterlution.org/water-innovation-labs/  e https://waterlution.org/brasil/


Sobre a Waterlution e o Water Innovation Lab
A Waterlution é uma ONG canadense criada em 2003 com o objetivo de ajudar a encontrar soluções para a gestão da água no mundo. Desde que foi criado em 2010, o Laboratório de Inovação da Água (WIL – Water Innovation Lab, na sigla em inglês) já contou com seis edições ao redor do mundo, sendo duas no Canadá (2010 e 2013), uma na Escócia (2015), uma na Índia (2017), uma na Holanda (2017), e uma em Portugal (2017).  Ao longo desses 14 anos de atividades, mais de seis mil pessoas já participaram dos mais de 250 workshops e eventos promovidos pela ONG, cerca de 40 projetos foram incubados e mais 15 laboratórios de inovação estão previstos para os próximos anos. Mais informações no site https://waterlution.org/


 

Acesse a ultima edição da Analytica

Ultimas Notícias

Seções
Fechar Menu