Análise de resíduos de fungicidas em óleos essenciais cítricos brasleiros

Resumo: O Brasil é um dos maiores exportadores de óleos essenciais cítricos do mundo, que são utilizados em indústrias de cosméticos, alimentícias, entre outras. O Brasil também é um dos maiores consumidores de agrotóxicos, e tal fato resulta em grande preocupação no que diz respeito à qualidade dos alimentos destinados ao consumo humano, pois estes produtos são suscetíveis a apresentarem resíduos de agrotóxicos. Para a exportação dos óleos essenciais cítricos brasileiros para a Comunidade Europeia, os produtores devem obedecer a regras rígidas quanto a limites de contaminantes no produto. Estas regras são baseadas no Codex Alimentarius Internacional, órgão este que estipula os Limites Máximos de Resíduos (LMR) aceitáveis em um alimento ou derivado. Este trabalho visou investigar resíduos de agrotóxicos, do tipo fungicida, em amostras de óleos essenciais cítricos comerciais nacionais, utilizando a técnica de cromatografia a gás acoplada à espectrometria de massas em modo seletivo de íons (CG-EM-MSI), a fim de identificar e quantificar esses resíduos. Para a análise quantitativa utilizou-se a extração em fase sólida (EFS), com cartucho tC18, para concentrar os analitos de interesse. Fez-se validação de método, cujos limites de detecção e de quantificação foram de 0,60 – 6,25 mg L-1 e 1,51 – 15,63 mg L-1, respectivamente. A recuperação variou-se 80 – 89 % com desvio padrão relativo abaixo de 5 %. O método validado foi aplicado a amostras comerciais, sendo observados quatro óleos essenciais cítricos contaminados com resíduos de carbaril, λ-cialotrina, ditianona e tebuconazol com os valores de limite máximo de resíduos acima do permitido pelos órgãos competentes.

Palavras-chave: óleo essencial, agrotóxicos, limite máximo de resíduos.


Abstract: Brazil is a major exporter of citrus essential oils in the world, which are widely used in the cosmetics, food and others. Brazil too is also one of the largest consumers of pesticides, and this fact leads to a greater concern with the quality of food for human consumption because these products are susceptible to submit pesticide residues. The essential citrus oils for export to the European Community must abide by strict rules based on Codex Alimentarius International, this body that stipulates the Maximum Residue Limits (MRL) acceptable in a food or derived. Therefore, this study was aimed to investigate pesticide residues of the fungicide type in essential oils of citrus domestic commercial samples using chromatography technique in gas phase coupled with mass spectrometry in selective ion mode (GC-MS-SIM) in order to identify and quantify these residues. For quantitative analysis we used the solid phase extraction (SPE) with tC18 cartridge to focus the analytes of interest and used characteristic ions of fungicides. There was method validation, whose LD and LQ ranged from 0.60 – 6.25 mg L-1 and 1.51 – 15.63 mg L-1, respectively. The recovery ranged up 80 – 89 % with RSD less than 5 %. The validated method was applied to commercial samples, and found four EO contaminated with carbaryl, λ-cyhalothrin, dithianon and tebuconazole residues with the maximum residue limits values above those permitted by the competent bodies.

Keywords: citrus essential, pesticides, maximum residue limit.

Autores: Aline da Silva Rodrigues, Andréa Aparecida Ribeiro Alves e Elisabete dos Santos Barbosa


Confira o artigo na íntegra:

Acesse a ultima edição da Analytica

Ultimas Notícias

Seções
Fechar Menu