Aditivos para plásticos permitem desenvolvimento de novas soluções para a construção civil

Por Daniella La Torre*

Todos sabem da importância do uso de protetor solar para evitar os danos que a radiação do sol pode causar na pele. Mas não é só para a pele que as radiações UV podem ser nocivas. Superfícies plásticas expostas ao calor excessivo e à luz solar, como painéis de carro e telhados, podem sofrer danos, perdendo a cor e sofrendo degradação. Os aditivos estabilizantes a luz, como o protetor solar, protegem os plásticos da rápida degradação e aumentam a expectativa de vida dos materiais ao manter suas propriedades físicas e funcionais.

Trabalhando em estreita parceria com clientes-chave em diversas indústrias, aditivos inovadores, sustentáveis e de alto desempenho vêm sendo continuamente desenvolvidos pela BASF para responder às necessidades do mercado e potenciais novas aplicações. O uso do plástico na indústria da construção tem crescido significativamente ao longo dos anos e há a expectativa de que continue expandindo devido a seus inúmeros benefícios.

Por exemplo, os perfis de janela em PVC têm melhores propriedades de isolamento térmico e acústico do que o alumínio e requerem menos manutenção do que os de madeira. Substituir o vidro por plástico transparente garante ganho em peso, permitindo estruturas de construção mais leves, além de possibilitar liberdade de design. Tubulações plásticas são mais fáceis de instalar e manter do que as fabricadas com outros materiais. Filmes plásticos oferecem flexibilidade técnica e estética em aplicações que exigem impermeabilização, tais como telhados e piscinas. Decks de plástico requerem menos manutenção e são mais duráveis do que alternativas de madeira. Pisos vinílicos oferecem ampla possibilidade de design e são mais práticos do que outros materiais, inclusive para aplicações que tenham exigências específicas, como arenas esportivas, por exemplo. Telhas plásticas, de diversas cores e tamanhos, são versáteis, seguras e possuem melhor isolamento térmico e acústico. Todas essas aplicações estão sujeitas aos efeitos nocivos do calor excessivo e radiação UV e necessitam de proteção apropriada com aditivos para plásticos.

Esses aditivos também protegem contra outros tipos elementos que afetam a durabilidade e causam danos. Nas piscinas, por exemplo, os plásticos estão expostos a vários produtos químicos de tratamento de água, além do calor e luz. As tubulações plásticas podem ficar expostas durante sua vida útil a fatores como as altas pressões durante o uso e alta acidez do solo, que podem afetar durabilidade e causar falha prematura. As necessidades específicas de cada tipo de aplicação, desde as mais simples às mais complexas, podem ser abordadas com sistemas feitos sob medida, baseados na ampla gama de aditivos. Essas soluções também trazem benefícios aos fabricantes, reduzindo desgaste dos equipamentos, falhas no processamento industrial, garantindo maior produtividade e qualidade na produção.

Há inclusive soluções sustentáveis em retardantes a chama isentos de halogenados e metais pesados, atendendo requisitos globais quanto às questões toxicológicas e impacto ambiental e que podem ser utilizados em membranas de impermeabilização, não tecidos, fitas adesivas, espelho de tomada, disjuntores, cabos elétricos, tela de proteção, entre tantas outras possibilidades.

Diversas tendências estão contribuindo para evolução da indústria da construção. Como os edifícios representam cerca de 40% do consumo global de energia e 36% das emissões de CO2, o setor da construção tem buscado desenvolver formas de economizar energia, construir com mais agilidade, aumentar a produtividade, garantir materiais de maior qualidade, que sejam mais duráveis e suportem circunstâncias severas durante a produção, a instalação e o uso. O futuro dos plásticos na construção dependerá de uma visão compartilhada para tornar a indústria verdadeiramente sustentável, alcançando padrões de qualidade em conservação de recursos, eficiência produtiva e responsabilidade ambiental. É possível conhecer soluções sustentáveis e ecoeficientes para a indústria da construção na CasaE.


*Daniella La Torre, Química e especialista em Aditivos para Plástico da BASF para a América do Sul

Acesse a ultima edição da Analytica

Ultimas Notícias

Seções
Fechar Menu