A Systech afirma a posição de liderança em soluções blockchain para a cadeia de suprimentos farmacêutica

Systech, líder global em tecnologia de segurança do consumidor, proteção de marcas e autenticação de produtos, ao lado dos representantes das principais empresas e associações do setor de saúde, se uniram para explorar o uso da tecnologia blockchain para apoiar a conformidade com a Lei de segurança da cadeia de suprimentos de fármacos (DSCSA).

Organizado pelo Center for Supply Chain Studies, a equipe de estudo do “DSCSA e blockchain” explorou se a tecnologia blockchain pode ser usada para atender ao requisito de compartilhamento total de dados da vigência futura do DSCSA, que determina que o rastreamento eletrônico interoperável de produtos pela embalagem deve entrar em vigor.

Joseph Lipari, diretor de produtos em nuvem da Systech, disse: “Esta oportunidade permitiu à Systech ter um olhar objetivo sobre as tecnologias de blockchain enquadradas pelos casos de uso do DSCSA e aplicar a nossa ampla experiência em serialização e rastreabilidade da cadeia de fornecimento. Tivemos a honra de participar deste primeiro estudo de colaboração de todo o setor”.

A equipe de estudo definiu metas para estabelecer a conexão eletrônica com base em blockchain entre parceiros comerciais globais, compartilhando os dados necessários, sem expor informações proprietárias, projetando a expansão além da conformidade com a lei DSCSA e financiando a arquitetura. Movimentando-se além dos esquemas, vários cenários foram simulados para testar as teorias, com resultados compartilhados e verificados pela equipe.

O artigo técnico The Drug Supply Chain Security Act and Blockchain (A lei de segurança da cadeia de fornecimento de fármacos e o blockchain), publicado em 21 de junho de 2018, documenta e oferece oportunidades para explorar ainda mais o estudo e o trabalho em equipe. “Identificamos vários desafios e possíveis alternativas de projeto para preparar as partes interessadas da cadeia de fornecimento e os fornecedores de soluções para definir o sistema interoperável necessário para atender aos requisitos do ‘sistema aperfeiçoado de distribuição de fármacos’ delineado no DSCSA”, disse Bob Celeste, fundador do C4SCS. “As próximas etapas são passar de um ambiente ReferenceModel (modelo de referência) simulado para um estágio de teste, em que a tecnologia pode ser mais explorada e oferecer clareza sobre as condições de implementação”.

Sobre a Systech:

A Systech foi pioneira na serialização farmacêutica e está revolucionando a proteção da marca. As inovações da Systech definiram as melhores práticas da cadeia de suprimentos em todos os setores, mantendo os produtos autênticos, seguros e conectados.

Sobre o Center for Supply Chain Studies:

O C4SCS foi criado em 2015, como um fórum e comunidade educacional e de pesquisa neutro, sem fins lucrativos, criado para apoiar o setor de saúde em sua missão de melhorar a eficiência da cadeia de suprimentos, aumentar a produtividade e agilizar a conformidade regulatória.

Acesse a ultima edição da Analytica

Ultimas Notícias

Seções
Fechar Menu